Sai 2011, entra 2012. O que fiz neste ano que passou, o que pretendo fazer. E você, assistiu muitos filmes em 2011? O que mais quer ver nas telonas em 2012? Sugestões, reclamações… seja bem-vindo a 2012. A seguir um resumo do que eu assisti (mais ou menos), o que achei interessante e o que não vale à pena.

Ano Novo.

ImagemO ano passou de novo, eu não assisti quase nada de novo, nada que fosse lançamento. Enfim, foi um ano corrido. Não fui ao cinema nenhuma vez em 2011. Faz mais de um ano que não vou ao cinema. A última vez que fui a um foi em dezembro de 2010, na Argentina, num cinema de rua de qualidade duvidosa, para assistir Tron: O Legado (Tron: Legacy – 2010). De lá pra cá, tenho me dedicado quase 100% à paternidade. Meu filho está agora com seis meses, está esperto e crescendo muito bem. Passamos uns revéses com a saúde dele, ele foi internado algumas vezes com alguns probleminhas, mas conseguimos passar de boa =)

Mas a verdade é que isso me impediu de ir ao cinema, não só pela falta de tempo, mas pela falta de $tempo$, que é o que mais atrapalha. Junte a isso o fato de eu não gostar de baixar filmes, e você tem um cara que assistiu poucos lançamentos em 2011.

Para vocês terem uma ideia, assisti Capitão América em novembro. Não assisti um monte de filme que gostaria, mas isso são águas passadas. O negócio é tocar a bola daqui pra frente.

ImagemOntem assisti O Preço do Amanhã (In Time – EUA – 2011), sobre um futuro onde o tempo literalmente é dinheiro, e é escasso, um tempo em que poucos ricos tem muito tempo, e o povo vive contando os segundos para sobreviver. A ideia do filme é bem legal, mas confesso que não consigo dissociar a imagem de Justin Timberlake dos BSB. Sim, isso é culpa minha. Sei que ele até se sai bem como ator, mas vê-lo (e ouvi-lo) atuando não é fácil. Além do mais, acho que esperava um filme de ação, e ele é bem parado. Contudo, vale á pena conferir.

ImagemO que mais fiz de interessante este ano? Ah, eu assinei Netflix para assistir pelo Wii. Ok, ok: a maioria vai dizer “ah, mas não tem lançamentos”, ou “só tem filme de Sessão da Tarde”. Parte disso é verdade. O número de carniça cinematográfica que faz parte do catálogo do serviço é cruel. Corcel Negro, novelas mexicanas e filmes argentinos, além das produções brasileiras de Rafinha Bestas, infestam a lista de produções disponíveis. Porém, há também uma lista de filmes clássicos como Lawrence da Arábia (1962), a trilogia De Volta Para o Futuro e filmes às vezes esquecidos e muito bons comoImagem Equilibrium (2002) com Christian Bale, sobre um futuro sombrio onde os seres humanos conseguiram acabar com a violência ao preço de não terem mais emoções, e DrStrangelove or: How I Learned to Stop Worrying and Love the Bomb (saiu no Brasil com o “ótemo” título de Dr. Fantástico) (1964), comédia de Stanley Kubrick, com Peter Sellers, sobre a possibilidade de a Rússia acabar com o mundo inteiro como retaliação a um ataque dos EUA, além de outros clássicos. Ou seja, se você gosta de cinema e está cansado de esperar downloads demorados, ou não encontra pra baixar aqueles filmes disponíveis só na locadora 2001, o Netflix é Imagemum serviço bem interessante por menos de 15 reais por mês. Outra vantagem do Netflix são os desenhos. Quem é pai sabe que os pimpolhos adoram assistir desenhos repetidos trocentas mil vezes. O serviço permite que você assista quantas vezes quiser, quantos filmes conseguir, pagando preço único. Isso tudo, sem falar dos seriados antigos que você pode assistir tudo de novo. Enfim, há bastante diversão no Netflix, com a vantagem de assistir diretamente nos seus gadgets e video-games. E cá pra nós: pra assinar TV acabo que estreia dois filmes por mês e reprisa o mês inteiro, prefiro assistir Netflix. Acho até que alugar filmes no iTunes Store é mais vantajoso que pagar TV a cabo. Um aluguel sair por 4 doletas, mas isso é assunto pra outro post.

Resumindo: o ano passou, os lançamentos vieram e eu não conferi, mas nem por isso fiquei parado. Pra quem gosta de cinema, “lançamento” é um mero detalhe. Afinal, essa febre de ter que assistir antes de todo mundo é um pé no saco. Eu gosto de assistir quando posso e quando tenho vontade, e não para ficar comentando com os amigos na hora do almoço, e não vou me sentir um “forever alone” só por não ter assistido o último lançamento do Michael Bay…

Espero que este ano possamos falar mais sobre filmes, séries, e outras mídias, como livros, quadrinhos, etc. Aguardem os próximos posts. Até mais 🙂

Anúncios
comentários
  1. Sugel disse:

    sim tem mais filmes de produtoras grandes netmovies so tem filmes antigos não comerciais de produtoras francas que não interessa as locadora todos filmes de segunda, já do terra custa R$20,00 também tem 80% de filmes desta produtoras mais tem a WARNER e DISNEY que já ajuda e o serviço do terra e muito mais estável!!! Já netflix tem Filmes e HD isso e vantagem já que o terra não tem Ponto positivo O terra e compatíveis com tv Lg ea netflix não sem data para isso AINDA FICO COM O TERRA pelo menos pela tv o terra tem sim HD, rodei tron aqui e tava lindao, mas acho que é 720p e nao fullHD . tenho uma lg ld650 .

    • Amauri Alves disse:

      Valeu por comentar, mano Sugel. Ainda vou experimentar o Netmovies e o Terra qualquer hora dessas. Como acesso só pelo Nintendo Wii, só assisto o Netflix, mesmo. Quem sabe quando comprar uma Apple TV ou um sistema parecido da Western Digital, comece a assistir estes serviços, só pra testar. Continue lendo aqui, e comentando 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s